BrasilcomZ - Nunca seremos - Uma voz de resistência e indignação

BrasilcomZ - Nunca seremos - Uma voz de resistência e indignação

Triste realidade no combate a pandemia de Corona vírus

Infelizmente estamos diante de um quadro caótico relacionado ao combate desta pandemia que atingiu o mundo todo, se não bastasse as “peripécias” do atual presidente, temos que conviver com o “deboche” da situação que nos encontramos no BRASIL (sempre com S).
No quadro da saúde, estamos presenciando a falta de investimentos que já foram aprovados pelo congresso, para transferir esses recursos aos municípios e estados para o referido combate.

Verificamos hoje os registros de uma morte por minuto no Brasil assim sendo já estamos em segundo lugar em MORTES, e aqui não estamos torcendo para sermos campeões dessa triste corrida, mais sim, tentando alertas as autoridades e o povo brasileiro, que sempre o mais prejudicado, onde o governo deve aprimorar e levar a sério está GUERRA contra o COVID-19.

Como sempre devemos aprender com os acertos e erros de outros países, que estão superarando o pico das contaminações, e flexibilizando as atividades só ocorreu após duas semanas de taxa de regressão de transmissão e outros fatores que são de conhecimento de todos os governantes, com isso é latente a omissão do governo federal nas parcerias com estados e municípios na batalha contra o novo coronavírus.

Constatamos através das informações que dispomos (que não são as mais reais) os números de contágios e mortes só continua a crescer, e para corroborar com tudo isso, verificamos que os recursos financeiros, Bolsonaro vetou a verba de R$ 8,6 bilhões aprovada pelo Congresso e proveniente do Fundo de Reservas Monetárias que estava inativo.

Nunca na história desse pais( parodiando lógico um pessoa que bem conhecemos), e tomo aqui a liberdade de completar na história do MUNDO, a ausência em plena pandemia de um ministro da saúde, se não bastasse um , já trocamos dois, e até agora não temos um ministro efetivo para ocupar o cargo mais importante nessa pandemia.

Deixe seu comentário